Clique aqui e faça o Download do XML de sua NFe

Aço inox introdução

Aço inox introdução

O que é

Aço inox é o termo empregado para identificar uma família de aços contendo no mínimo 10,5% de cromo, elemento químico que garante ao material elevada resistência à corrosão. Distribuído de forma homogênea por todo o inox, o cromo, ao entrar em contato com o oxigênio do ar, forma uma camada fina, contínua e resistente de óxido sobre a superfície do aço, protegendo-o contra ataques corrosivos do meio ambiente.

Apesar de invisível, estável e com espessura finíssima, essa película é muito aderente ao inox e tem sua resistência aumentada à medida que se adiciona mais cromo à mistura. Mesmo quando o aço sofre algum tipo de dano, sejam arranhões, amassamentos ou cortes, o oxigênio do ar imediatamente combina-se com o cromo, formando novamente o filme protetor.

Mas outros elementos adicionados ao inox - níquel, molibdênio, vanádio e tungstênio - também elevam a resistência desse aço à corrosão, além de garantirem ao produto múltiplas aplicações. A seleção correta do tipo de inox e de sua superfície de acabamento são importantes para assegurar uma longa vida útil ao material.

Aços inoxidáveis são ligas (combinação de dois ou mais elementos químicos, obtida através de fusão de compostos), contendo:

  • Ferro
  • Baixos teores de carbono
  • No mínimo 10,5% de cromo e
  • No máximo 30% de níquel e
  • Outros elementos em menores porcentagens, como por exemplo, o carbono.

Para determinados usos, os teores de cromo podem ser aumentados e outros elementos tais como o molibdênio, nióbio, titânio e nitrogênio são adicionados, visando atender as necessidades específicas dos usuários.

INFLUÊNCIA DOS ELEMENTOS DE LIGA

  • CROMO: Elemento fundamental nos aços inoxidáveis. Com teor na ordem de aproximadamente 12%, tem a função de proteger os inoxidáveis contra agentes agressivos, formando uma película impermeável.
  • CARBONO: De acordo com sua quantidade, influencia as características dos aços inoxidáveis em vários sentidos. Para os aços martensíticos, a partir de um teor de adição, o carbono o torna temperável. Com teores mais baixos o mesmo aço deixa de ser temperável, tornando-se ferrítico. (aço cromo 13% a 18%).
  • ENXOFRE: Sua adição tem a mesma função da adição do Selênio, serve para melhorar a usinabilidade.
  • MOLIBDÊNIO: Adicionado em teores variando de 2% a 4%, melhora sensivelmente a resistência à corrosão e ao calor.
  • NÍQUEL: Aumenta consideravelmente a resistência ao calor e a corrosão, pois favorece a formação de austenita.
  • TITÂNIO, NIÔBIO E TÂNTALO: Evitam a formação de carbonetos de cromo, removendo assim o fator principal da corrosão intercristalina. No caso de solda onde não se tenha condição de recozer a peça, a presença destes agentes é indispensável.